Taxidermista Faz Uma Criação Bizarra Que Foi Vendida Em Leilão Por $1400

Uma criação extremamente bizarra tem gerado polémica na internet, pelo modo nada respeitoso de representar “arte”: uma bolsa formada com a pele de um gato morto e com a cabeça intacta.

A aberração (como referem os internautas) foi criada por Clare Hobbs uma taxidermista, de Christchurch, na Nova Zelândia, que colocou o acessório ao preço inicial de US$ 1.400 num leilão. Ela escreveu no site que possui uma “paixão artística surreal” em manipular felinos selvagens e domésticos, como ponto máximo de expressão da sua arte.

A artista alega que encontrou o animal já morto por atropelamento, levou-o consigo e teve a ideia de transformá-lo neste acessório.

Os internautas não dispensaram comentários sobre a peça: “Você transformou esta criatura em algo que ela não é. Isso é um objeto grosseiro, bizarro. Um fim desrespeitoso para esta criatura nobre. Uma vergonha, você é, obviamente talentosa, mas você faria isso a um ser humano se tivesse morrido num acidente?”

“Isso é bizarro!! Eu adoro animais e você desrespeitou-os!! Isso não é nem um pouco criativo ou artístico“

Hans Kriek, diretor da organização New Zealand’s Save Animals From Exploitation, revelou que mesmo que o gato tenha sido vítima de um acidente, este objeto é desrespeitoso.

Por incrível que pareça, surgiram alguns interessados em comprar a peça.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO