Mulher Conta Porque Fez Uma Festa Quando o Seu Marido Morreu Atropelado

Uma baiana decidiu fazer uma festa depois de o marido ter morrido atropelado. Joélia dos Santos Souza, de 47 anos, contou o caso em entrevista à rádio Voz da Bahia

“Comprei uma caixa de cerveja, um som e fiz uma festa”, contou a mulher em entrevista. Joélia confessou ter sido vítima de agressões constantes do marido. “Agora não apanho mais dele”, comentou.

De acordo com reportagem da rádio Voz da Bahia, uma mulher é agredida a cada 56 minutos em Salvador.

Nas redes sociais, muitos se sensibilizaram com a história de Joélia e reforçaram a importância de denunciar o agressor à Justiça.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO