Família Interrompe Velório Por Achar Que Morto Estaria Vivo

Os familiares de Neimar Bonetti, 44 anos, interromperam o velório por acharem que ele estaria vivo. O homem teve a morte constatada num hospital, mas durante o velório que decorria no Paraná, os parentes acharam que o corpo “ainda estava quente”.

Assustados, chamaram um médico que, num exame, identificou batimentos cardíacos. Os profissionais fizeram a remoção para uma emergência, onde, numa nova avaliação, constataram a morte. Neimar, que morreu de enfarte, foi enterrado na passada quarta-feira.

O médico Ferando Santim, responsável pelo atendimento, explicou que no hospital foi feito um eletrocardiograma, um exame clínico e o homem foi avaliado por outros dois médicos que constataram a morte. Conforme contou, o “coração depois do óbito ainda emite uma atividade elétrica por algum período”.

Um vídeo publicado nas redes sociais, o homem aparece dentro caixão, enquanto um oxímetro (aparelho usado para medir a frequência cardíaca) no seu dedo mostra a presença dos batimentos.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO