“Estacionou” Camião Em Cima Do Ferrari Do Patrão Depois De Ser Despedido

O dono de um Ferrari GTC4 Lusso viu o seu superdesportivo ser destruído, depois de ter despedido um novo funcionário, que após os primeiros quatro dias de trabalho tinha alegadamente realizado apenas um serviço, situação que o patrão de uma empresa de transportes rodoviários de Chicago, nos EUA, entendeu que não era aquela a pessoa de que necessitava. Foi então que chamou o empregado em causa, pagou-lhe o que lhe era devido e despediu-o.

Segundo fontes da Carscoops, o funcionário teria ficado sentido pelo facto de lhe ter sido atribuído um camião de 2019. O recém-contratado camionista estaria à espera de um camião novinho em folha, modelo de 2020, à semelhança do que foi atribuído aos seus colegas, pelo que terá encarado a situação como uma falta de respeito pela sua pessoa. Isto apesar de se tratar de um Volvo, longe de ser uma marca de reputação duvidosa.

Se o condutor já estaria agastado por ter de conduzir um camião com mais 12 meses do que os seus colegas, demonstrou depois que não ficou satisfeito por ser despedido e escolheu como alvo o Ferrari GTC4 Lusso, modelo que a marca italiana criou para substituir o Ferrari FF, o quatro lugares com tracção integral para disciplinar a “manada de cavalos”, nada menos do que 690cv saídos de um V12 atmosférico, para máxima nobreza.

 

DEIXE O SEU COMENTÁRIO