Ativista Vegan Invade Restaurante e Acusa Clientes De Cometer Holocausto

Uma ativista de 26 anos invadiu um restaurante de peixe, na Austrália, e acusou todos os clientes do espaço de estarem a cometer um “holocausto aos peixes”.

Tash Peterson é uma ativista vegan, conhecida por incentivar as pessoas a deixar de comer carne e peixe.

A mulher foi filmada a subir para as mesas, enquanto clientes e funcionários a apuparam.

“Neste momento, milhões de peixes, golfinhos baleias e outros animais marinhos estão a ser tirados do mar, em redes de arrasto maciças e a serem asfixiados até à morte”, afirma Tash, acrescentando que se trata do “maior holocausto da história”.

Outros manifestantes, ergueram cartazes apelando às pessoas para verem o documentário “Seaspiracy” enquanto gritavam que os animais também sentiam dor.

O vídeo foi partilhado e dividiu opiniões, entre os que aplaudem a luta de Tasha e a forma efusiva como defende os seus princípios. Outros acreditam que foi longe demais e que não será com estas atitudes radicais que convencerá os outros a tornarem-se vegan.

Já segue a Desconcertante no Instagram?