Viver Da Terra: O Fascínio De Regressar Às Origens

Com tudo o que anda aí a passar no Mundo, por vezes damos por nós a pensar que o melhor seria ir para o fim do mundo, uma casinha perdida no meio do monte. Viver “off-the-grid”, longe de toda a confusão, independente da prisão dourada dos confortos modernos. O primeiro passo para isso ser possível seria ter autossuficiência no que toca à alimentação.

Hoje em dia, no ocidente, tomamos por garantido que podemos comer o que quisermos, quando quisermos. Basta ir à loja e comprar. Importações e estufas fazem com que não se tenha de esperar pela época da fruta e autênticas fábricas de seres vivos garantem que podes comer o animal que te apetecer sem teres de o caçar. Mesmo que não estejamos a pensar nos antibióticos, GMOs, químicos e afins, isto tira bastante a magia à comida.

Há quem acredite que quando és tu a plantar e colher, ou a caçar o teu jantar… o sabor é incomparável. E seria um modo de vida bem mais amigo do planeta. Claro, no modo atual de organização da sociedade isso não é possível porque temos de trabalhar e não podemos andar aí à caça todos os dias, mas há quem esteja a regressar às origens e a fazê-lo da maneira que pode.

Já segue a Desconcertante no Instagram?