Sem-Abrigo Morre Em Itália Mas Deixa 100 Mil Euros No Banco

Um sem-abrigo italiano foi encontrado morto pela Polícia na Estação Ferroviária da Porta Garibaldi, em Milão, há uma semana.

Escondia uma pequena fortuna que lhe teria permitido ter uma vida desafogada.

A polícia italiana encontrou, na semana passada, um sem-abrigo na Estação Ferroviária da Porta Garibaldi, em Milão, que, apesar de viver sem qualquer tipo de condições na rua, era detentor de uma pequena fortuna que permitiria um estilo de vida completamente diferente, escreve o jornal “Corriere della Sera”.

Umberto Quintino Diaco, de 75 anos, foi encontrado pelas autoridades debaixo de papelão, com roupa esfarrapada e puída, com 1235 euros e documentos de contas bancárias, ações e uma reforma que somam mais de 100 mil euros.

A investigação policial avança que era reformado da Alemanha, onde trabalhou no setor da construção civil, e que tinha bens como uma casa na Calábria e duas autocaravanas com seguro pago. Para já, não descartam a hipótese de ter morrido de frio ou fome.

A família diz que ele saiu de casa aos 17 anos e nunca quis manteve contacto.

Pessoas que o conheciam relatam que nunca pediu ajuda, nem aceitou comida. Também que sempre resistiu a apoio social. Ainda que sofria de um grave distúrbio psicológico.

Já segue a Desconcertante no Instagram?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO