Museu Dinamarquês Encoraja Visitantes a Riscar Luxuoso Lamborghini Gallardo

O museu dinamarquês ARoS Aarhus Kunstmuseum convidou os visitantes a riscar um Lamborghini Gallardo preto zero quilómetros, que havia sido colocado em exibição, como parte da exposição “Nenhum homem é uma Ilha”.

Durante três semanas, todos estavam autorizados a deixar uma marca destrutiva no luxuoso carro italiano.

O museu tinha a intenção de deixar o carro à mercê de estranhos por mais de três semanas, mas os danos tornaram-se tão extensos durante esse tempo que decidiram que se aquilo continuasse, o destino do carro seria o ferro velho.

Um segurança foi destacado para fiscalizar o carro depois de terem anunciado que a obra estava finalizada e a interação com o carro já não era permitida.

O carro foi comprado especificamente para este projeto, mas não imaginaram que os danos fossem tão extensivos. Para além dos riscos, algumas pessoas queriam partir os vidros e cortar os pneus.

A obra, intitulada “Low Key”, tinha a intenção de mostrar como as ações destrutivas de cada indivíduo deixam vestígios claros e contribuem para uma sociedade cuja fachada está lentamente a desintegrar-se.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO