Lesma-Marinha Regenera o Seu Corpo Após Se Auto-Decapitar

Na Universidade Feminina de Nara, no Japão, duas pesquisadoras descobriram que a lesma-marinha Elysia marginata é capaz de se auto-decapitar para se livrar de parasitas que invadiram o seu corpo.

Depois de algumas horas, a cabeça decepada ainda viva e começa a se alimentar de algas. Após 7 dias, o coração cresceu novamente e em três semanas todo o corpo está regenerado.

A parte do corpo abandonada nunca volta a crescer, mas ainda pode se mover por vários dias ou mesmo meses antes de “apagar de vez”.

Ao examinar as lesmas, as pesquisadoras notaram um leve sulco na parte de trás da cabeça que parece funcionar como uma área de “pré-separação” que as lesmas podem ativar quando a infeção do parasita se torna prejudicial.

Já segue a Desconcertante no Instagram?