VIDEO: Jornalista Em lágrimas Com Forma Como Polícia Se Dirige à Família Floyd

Uma jornalista da CNN ficou em lágrimas após uma entrevista ao chefe da polícia de Minneapolis, que decidiu endereçar as suas desculpas à família de George Floyd.

A jornalista entrevistava o chefe Medaria Arradondo junto ao local onde George Floyd foi detido e asfixiado por um polícia, que lhe pressionou a zona do pescoço com o seu joelho. A mulher colocava ao agente questões que lhe eram endereçadas pelo irmão e advogado da vítima.

“Quero saber se ele vai fazer justiça pelo meu irmão e se vai despedir todos os polícias envolvidos”, afirma o irmão de George Floyd.

Após a questão, colocada pela jornalista da CNN, Medaria Arradondo retirou o chapéu em sinal de respeito e respondeu.

“Ficar em silêncio ou não intervir é ser-se cúmplice”, começa por afirmar o chefe da polícia, referindo-se aos agentes que não sendo diretamente responsáveis pela morte do homem, estiveram envolvidos na detenção.

“Obviamente essas decisões terão de acontecer, mas para a família de George Floyd quero que saibam que a minha decisão de despedir aqueles agentes não teve a ver com uma questão de hierarquia. O senhor Floyd morreu nas nossas mãos pelo que peço desculpa à família”, continuou, referindo que o seu desejo era que uma única voz “solitária tivesse intervido” naquele momento.

Voltando à emissão, a jornalista Sara Sidner mostra-se emocionada com a atitude “respeitável do polícia”.

“Este era o chefe da polícia. Alguma vez ouviram um chefe da polícia dizer isto? Em 12 anos de carreira nunca ouvi um chefe da polícia dizer isto”, conclui a jornalista.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO