Curta-Metragem Mergulha Num Lago De Vancouver Para Documentar a Evolução Dos Girinos

Durante o curso de quatro anos, Maxwel Hohn mergulhou num lago remoto na Ilha de Vancouver para registrar os ciclos de vida invisíveis dos sapos ocidentais (Anaxyrus boreas).

As horas de filmagens impressionantes culminaram na premiada curta-metragem “Girinos: a Grande Pequena Migração”, que narra a evolução dos pequenos anfíbios a partir de nadadores bulbosos – Hohn observa como as criaturas parecem estar sorrindo constantemente neste estágio – para sapos totalmente formados.

Como o ecossistema é incrivelmente frágil, o cineasta canadiano detalhou as suas precauções para não perturbar o meio ambiente, que incluíram passar por trilhas de lírios feitas por castores e flutuar na superfície para evitar que o lodo que cobre o fundo do lago turvasse a água.

Vale a pena ver o resultado final.

Já segue a Desconcertante no Instagram?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO