“Atrocidade”: Imagens De Grávida a Ser Resgatada Em Mariupol Chocam

Uma imagem de uma mulher grávida a ser resgatada dos escombros de uma maternidade que foi, esta quarta-feira, bombardeada levou Anders Östlund, um sueco a viver em Kyiv, a manifestar-se sobre a gravidade do ataque.

Östlund diz ser “difícil de entender” a “enormidade dos crimes cometidos pela Rússia” na guerra contra a Ucrânia.

Numa publicação onde partilha a fotografia de uma mulher a ser resgatada dos escombros, o sueco diz que a “Rússia bombardeou os membros mais fracos da sociedade, as mulheres grávidas e seus recém-nascidos”.

 
Várias imagens do grau de destruição provocado na maternidade têm sido partilhadas nas redes sociais, inclusive pelo presidente ucraniano Volodymyr Zelensky.

De acordo com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, existem pessoas e “crianças debaixo dos escombros”. Perante esta realidade, o chefe de Estado ucraniano fala de uma “atrocidade” cometida por Moscovo, numa publicação feita na rede social Twitter.

Já segue a Desconcertante no Instagram?