O Apelo Da Menina De Dez Anos Contra o Bullying Que Sensibilizou Os Estados Unidos

Uma menina, de dez anos, fez um apelo público para tentar acabar com o bullying. Num vídeo que sensibilizou a nação norte-americana, pede para que as pessoas deixem de fazer mal umas às outras.

As imagens partilhadas pela sua mãe no Facebook, a 4 de abril, têm corrido o mundo. A filha, uma aluna do quarto ano, aparece num vídeo filmado por si própria a segurar cartazes onde descreve como tem sido vítima de bullying desde o primeiro ano.

“Um dia durante o intervalo, um grupo de miúdos agarrou a minha mochila das mãos de um professor e cuspiu, na mala e em mim”, dizia num dos cartazes. “Eles tentam bater-me, pontapear-me, puxar-me o cabelo, empurrar-me, pisar-me. Já ameaçaram matar-me e dizem-me para me matar. O diretor não faz nada”, lê-se em outro.

Cassidy Slater conta ainda que as outras crianças não se sentavam ao pé dela durante o almoço, que se sentia sozinha e que não tinha ninguém.

O vídeo, inicialmente, foi publicado na página de Cassidy, mas segundo explica a mãe na partilha recente, a criança foi ameaçada pelo diretor da escola para o retirar ou caso contrário o iria denunciar. “Isto não acaba aqui, vou ser a voz da minha filha, vou partilhar a história dela e espero que outros o façam também.”

A publicação conta neste momento com mais de 175 mil visualizações e mais de 7.300 partilhas. Incluindo uma feita pelo ator de Hollywood, Hugh Jackman. “Olá Cassidy… Sou o Hugh, quero que saibas que és amada, especial e inteligente. És forte, engraçada e bonita por dentro e por fora. O BULLYING NÃO É OK. Por favor nunca pares de pedir ajuda. Vais encontrá-la vinda de pessoas e sítios que nunca pensaste possíveis. Sou teu amigo”, lia-se na descrição da partilha.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO